PT /  EN /  ES
Pastoreio Adaptivo em Multi-paddock
17/09/2020

Fonte da imagem: http://standardsoil.com/our-approach/amp-grazing/

O pastoreio Adaptativo em Multi-Paddock (AMP) utiliza densidades elevadas de gado por curtos períodos de tempo, entre longos períodos de repouso das pastagens, promovendo assim um crescimento mais acelerado do pasto. Quando pequenos cercados são pastoreados intensivamente, mas durante pouco tempo, quaisquer erros de gestão ficam limitados a áreas muito pequenas. O sistema é altamente dirigido para a observação e adaptação, baseando-se na leitura das condições do terreno e das pastagens, na avaliação das necessidades do gado, e no planeamento adequado do pastoreio. Mimetiza o padrão natural das densas manadas de ruminantes selvagens, em constante movimento como resposta à pressão dos predadores e da disponibilidade alimentar.

Quando o pasto cresce sem ser gerido, com o decorrer da estação, o crescimento estagna. Por outro lado, se a terra for continuamente pastoreada, o melhor pasto é sobrepastoreado e o solo fica descoberto. No entanto, se o gado pastorear de forma intensiva, mas breve, em pequenos cercados em ordem sequencial, não consumindo mais de 50% do volume total de folhas, os períodos de descanso incrementam e o crescimento do pasto torna-se mais vigoroso.


Fonte da imagem: https://volterra.bio/en/rotational-grazing/adaptive-multi-paddock-amp-grazing-164.html

A maior parte do pasto e da água que o gado consome acaba por voltar à terra na forma de estrume e urina (assim espalhados mais uniformemente), o que, juntamente com períodos de repouso mais longos, promove uma maior diversidade e complexidade vegetal e microbiana. Mais pasto a crescer significa mais libertação de carbono na rizosfera, alimentando os microorganismos em troca de nutrientes para as plantas. A acumulação de carbono no solo contribui para melhorar a porosidade, a permeabilidade e a capacidade de retenção de água deste, permitindo que mais água se infiltre e permaneça mais tempo no sistema.

Em suma, o paradigma é deslocado da produção de gado ou pasto, para a produção de solos e a sua adequada gestão, o que conduzirá inevitavelmente a pastagens mais abundantes e a gado mais saudável (criar mais e melhor solo, leva a um maior crescimento vegetativo, originando pasto de maior qualidade e, por conseguinte, mais e melhor carne produzida mais rapidamente).

No projeto LIFE MontadoAdapt, esta Medida de Adaptação pode ser observada nas áreas-piloto L6 Herdade do Freixo-do-Meio e L5 Grupo Casablanca.
Copyright © 2017 ADPM. Todos os direitos reservados.
MENU